visite:                           
início   |   artigos   |   entrevistas   |   imagens
  Obra pública

Nova Praça apresenta defeitos

 

Inaugurada há cerca de três meses, Praça

da Igreja Matriz já apresenta defeitos.

O piso está cedendo em diversos

pontos do logradouro construído

rapidamente no início deste ano.

 

 

(Foto: SVCosta) Praça da Igreja Matriz de Trindade, inaugurada durante a Festa do Divino Pai Eterno, em julho deste ano, já apresenta defeito: banco está afundando no piso, sinal de que o terreno não foi bem compactada para receber o concreto e o banco de granito.

 

A Praça da Igreja Matriz foi construída agorinha mesmo, sua inauguração ocorreu durante a Festa do Divino Pai Eterno deste ano, mais precisamente na tarde do sábado (5/7), com as presenças do governador Alcides Rodrigues (PP), do secretário de governo e deputado federal Roberto Balestra (PP), da senadora Lúcia Vânia (PSDB), inúmeras autoridades municipais, claro da primeira-dama de Trindade, deputada estadual e secretária de Cidadania e Trabalho do Governo de Goiás, Flávia Morais (PSDB), juntamente com seu esposo, o prefeito George Morais (PSDB), sob as bênçãos do Padre Marco Aurélio, pároco da Paróquia de Trindade.

         A demolição da antiga Praça e a construção da nova foi realizada, como se diz por aí, a toque de caixa, sobretudo para que a inauguração coincidisse com o período da Romaria 2008, época em que a cidade recebe centenas de milhares de romeiros para os festejos em homenagem ao Divino Pai Eterno. Foi um corre-corre dos diabos, o prefeito George Morais botou a mão na massa, fez lá o seu marketing de homem simples e trabalhador. No afã para inaugurar logo a praça, vários detalhes do acabamento foram deixados de lado.

         Agora para a surpresa de ninguém, vários pontos da praça recém-inaugurada, apresentam problemas. Pelo jeito, o aterramento não foi lá muito bem feito, precisava de ter sido melhor compactada a terra colocada no local, pois o piso está cedendo em diversos lugares. Os defeitos estão lá à mostra, facilmente perceptíveis, ou seja, gastou-se dinheiro em serviço mal realizado.

         É verdade que a pressa é inimiga da perfeição, principalmente em assuntos relacionados à construção, cuja vida útil tanto será mais longo quanto bem-feito for o alicerce, não é mesmo. No caso, parece que a preparação do terreno deixou a desejar, pois o piso está cedendo, e mais dinheiro público será gasto nos reparos, com certeza. Eis aí um estilo de administração pública que precisa urgentemente ter um fim.

 

(Foto: SVCosta) Piso da praça da Igreja Matriz revela que a construção deixou a desejar no quesito estrutura. Afinal, para suportar o peso do material e do trânsito sobre a paca, o terreno precisava ter sido muito bem preparado. Vem aí mais gastos públicos para reparar uma obra novinha em folha.

 



Escrito por Sérgio Vieira Costa às 09h38
[] [envie esta mensagem] []


 
  Comunicado

Epa, epa, epa!

Qualquer pessoa que faz um blog torce para ter bom número de visitação, além de provocar debate por meio das matérias postadas. Comigo não é diferente. Fico extremamente satisfeito quando percebo que os visitantes estão deixando suas mensagens e opiniões a respeito dos textos aqui veiculados.

         Acontece, porém, que a responsabilidade neste caso é toda minha, por isso devo cuidar para manter o bom nível das discussões. Daí, qualquer mensagem com palavrão, acusação vazia, referência ofensiva a outrem poderá e será apagada por mim. Este espaço é mantido  com o objetivo de divulgar notícias de nossa Trindade, principalmente fomentar a discussão séria a respeito de temas do interesse da população, volto a insistir.

         Dessa forma, vamos aproveitar o tempo e espaço de que dispomos, que não são assim tão grandes, para registrarmos nossas opiniões e sugestões a respeito dos assuntos verdadeiramente importantes para Trindade neste momento de início de uma nova administração municipal. Este é o desafio que proponho a vocês, caros visitantes.

         Outra coisa, tem gente que posta mensagem usando e-mail inválido, uma forma covarde de externar opiniões. Isso não é necessário. Vivemos, graças à luta de milhares de brasileiros que enfrentaram e derrubaram a ditadura militar, numa sociedade democrática, baseada no direito de expressarmos livremente nossos pensamentos. Todavia, o preço da liberdade é a eterna vigilância, vale lembrar.

         Por fim, seria interessante levarmos em consideração aquele ensinamento segundo o qual “grandes mentes debatem idéias, mentes medianas discutem eventos e mentes pequenas falam sobre pessoas”.



Escrito por Sérgio Vieira Costa às 19h06
[] [envie esta mensagem] []


 
  Política

Família Bites obtém vitória nas urnas

 

 

Matriarca da família Bites, D. Messias Leite Leão (82), professora aposentada que ainda batalha na secretaria geral da escola da família em Valparaíso de Goiás, tem razão de sobras para comemorar o resultado positivo conseguido por membros do seu clã na disputa por mandatos nas eleições 2008. Afinal de contas, três dos seus 22 filhos saíram vitoriosos do pleito realizado neste domingo (5). Não, caro internauta, você não leu errado. É isso aí mesmo: 22 filhos!

         Arquivaldo Bites (PT) foi eleito vice-prefeito na chapa de Ricardo Fortunato (PMDB), em Trindade. Em Adelândia, pequeno município goiano com 2.283 eleitores, Arquiarino Bites, que é filiado ao PP, se elegeu vereador ao receber 160 votos (7,41% dos votos válidos), garantindo vaga na Câmara composta por 9 integrantes. Na cidade de Valparaíso de Goiás, com seus 52.874 eleitores, Professor Antonio Bites (PT), com 713 votos (1,67% dos votos válidos), também conquistou uma das 11 vagas de vereador no Legislativo daquele município.

         Política corre no sangue de boa parte dos filhos de João Bites Leão (1907–1979) e D Messias, ninguém duvida. Por exemplo, Seu João foi um dos grandes militantes do PDS (Partido Democrático Social), o sucessor da ARENA (Aliança Revolucionária Nacional), na “Capital da Fé”, mas nunca se candidatou a nenhum cargo público, embora isso jamais o tenha afastado das atividades políticasrio. A filha Aldalice Bites Leão Leite de Araújo, conta que o pai “trabalhava feito um louco para seus candidatos, mas candidatar não era com ele”.

         Daí que é possível entender de onde vem tanta energia e disposição para fazer política em tempo quase que integral, conforme se nota no ex-vereador Arquidones Bites e seu irmão, agora vice-prefeito eleito de Trindade, Arquivaldo. É a genética do Seu João Bites em ação, deixando suas marcas indeléveis na política trindadense.



Escrito por Sérgio Vieira Costa às 20h03
[] [envie esta mensagem] []


 
  Comemoração

Tempo de comemorar

(Foto: SVCosta): Da esquerda para a direita, José Carvalho da Silva (Zezim Dentista), presidente do PMDB de Trindade; Arquivaldo Bites (PT), presidente do partido em Trindade e vice-prefeito eleito; radialista e vereador Gleysson Cabriny; empresário Jerônimo Bitencourt e Alaôr Dorneles, secretário geral do PT de Trindade: pessoal pé-quente da campanha vitoriosa de Ricardo Fortunato prefeito eleito de Trindade durante almoço de confraternização.

 

 

A segunda-feira (6) foi dia de intensas comemorações na cidade, após a confirmação dos nomes dos eleitos no domingo anterior. Muitos festejaram a valer desde a manhã até à noite, enquanto outros choraram pela vitória que não veio ao serem apurados os votos. Fazer o quê, assim é a vida, não é verdade?

         Perder uma eleição aqui e outra acolá faz parte do pacote para quem entra na atividade política. Por exemplo, o prefeito George Morais (PSDB) ainda não tinha sentido o sabor de uma derrota em campanha eleitoral até chegar ao dia 5 de outubro de 2008. Penso que ele inclusive se achava predestinado ao sucesso, que jamais iria ser derrotado nas urnas. Aliás, assim que conquistou o segundo mandato, no pleito de 2004, George chegou a declarar que tinha “acabado com o PMDB” em Trindade.

         Deixa isso pra outra hora, pois o tempo é de festa e o empresário Jerônimo Bitencourt recebeu o pessoal de ponta da campanha vitoriosa de Ricardo Fortunato, inclusive o próprio, em sua casa na Vila João Braz, para almoço de confraternização, nesta segunda-feira. A alegria e animação reinaram absolutas no ambiente, é claro, pois o grupo presente caminhou bastante na busca pela vitória conquistada e tem todo o direito do mundo em comemorar o êxito alcançado.

         O momento é para celebrar muito mesmo. Nas palavras do petista Alaôr Dorneles, “perder é ruim demais, mas ganhas é bom sem quantia”. Agora, o tempo urge e até o final de outubro o prefeito eleito Ricardo Fortunato deverá dar início às conversações a respeito da formação da equipe de governo e das primeiras medidas a serem tomadas a partir do primeiro dia de janeiro de 2009. A responsabilidade do PMDB do presidente José Carvalho da Silva, o Zezim Dentista, do PT do vice-prefeito eleito Arquivaldo Bites, do PDT do advogado Maurício Barros, dentre outros partidos da coligação “União popular trindadense” é grande. O povo de Trindade botou fé nesse pessoal que não poderá “brincar” em serviço.

         Até porque, existem muitas ruas e avenidas para serem asfaltadas, muitas praças para serem construídas e revitalizadas, inúmeros setores para serem urbanizados, milhares de pessoas querendo trabalhar, outro tanto de crianças necessitando de escolas melhores e de preferência em tempo integral, muita gente carecendo de uma assistência médica mais competente, um transporte coletivo urbano de maior qualidade também; melhor parar por aqui, pois a lista é grande e o espaço, curto.

         Retornando à comemoração, já se percebia ali o começo de zunzunzun a respeito de possíveis candidaturas a deputado estadual quando 2010 chegar. No local estavam Gleysson Cabriny, convidadíssimo a integrar o PT de Trindade. Arquivaldo Bites afirmou que “o Cabriny só não vem para o PT se ele não quiser, pois o convite está feito”, enquanto posava para a foto desta matéria. Deu pra notar o contentamento de ambos os vencedores destas eleições, concorda amigo internauta? Outro que circulava por ali foi o advogado Rui Figueiredo igualmente pensando numa futura candidatura à Assembléia Legislativa.

         O fato é que política é uma roda que gira, gira, gira, não para nunca. Quando políticos se reúnem, ninguém duvida, o assunto é eleitor, candidatura, cargo público, e voto, o instrumento que viabiliza o acesso a isso tudo. Pode anotar aí as conversações rumo às eleições estaduais de 2010 estão nos seus primeiros momentos.

 

(Foto: SVCosta): Vice-prefeito eleito de Trindade, Arquivaldo Bites, abraça o vereador e radialista Gleysson Cabriny, em almoço de confraternização pela vitória obtida nas eleições de 5 de outubro, na casa do empresário Jerônimo Bitencourt. Animação total e convite para que o jovem político ingresse nas fileiras do PT trindadense. O resultado prático poderá ser conferido em breve.         



Escrito por Sérgio Vieira Costa às 13h24
[] [envie esta mensagem] []


 
  Nas ondas do rádio

Mesa redonda na 87,9 FM

 

Atendendo convite do comunicador da rádio Trindade FM (87,9), Marquinhos Meneghello, apresentador de programa de grande audiência nas manhãs domingueiras naquela emissora, participamos ao longo da programação do último domingo de eleições municipais quando falamos a respeito de quê? Ora, de política e eleições para prefeito e vereador, é claro. O formato foi mais ou menos aquele das tradicionais mesas redondas nas quais os participantes têm ampla liberdade para tratar do assunto do momento.

         Foi uma iniciativa interessante por se tratar de uma emissora de caráter comunitário que abriu espaço total, sem censura qualquer, para que pudéssemos conversar, debater, analisar (que pretensão, hein, caro internauta?!) os principais fatos envolvendo as eleições municipais de Trindade.

         Logicamente que o resultado final não ficou assim “uma Brastemp”, mas serviu muito bem para levar aos ouvintes informações produzidas aqui mesmo, por comunicadores também da terrinha. Todos queríamos anunciar em primeira mão os nomes dos vencedores das eleições municipais (prefeito, vice e vereadores), mas houve probleminhas técnicos que impediram tal coisa. No entanto, os participantes conseguiram dar o recado ao ouvinte sobre a importância daquele momento, analisando vários aspectos da política trindadense.

         Estivemos nos estúdios da 87,9 FM ao lado dos principais comunicadores daquela emissora trindadense, como o próprio Meneghello, Warley Lopes, DJ Rato, Fábio Falcão, Daniel de Paula, Welington Stival, Renato Evangelista, PC Garcia e Paulo Freitas numa empreitada que haverá de se repetir, pois a interação entre os participantes que se revezaram nos microfones durante a programação foi excelente.

         Inúmeras pessoas elogiaram a cobertura realizada pela emissora trindadense que certamente aprimorará este tipo de serviço. Afinal, está foi a primeira vez que comunicadores locais, gente da imprensa da cidade realizou semelhante atividade. Assunto para ser tratado é o que não falta. Pelo jeito, novas edições poderão pintar nas ondas da Trindade FM (87,9). Valeu, amigos!



Escrito por Sérgio Vieira Costa às 22h14
[] [envie esta mensagem] []


 
  Eleições 2008

Fortunato é o prefeito eleito de Trindade

Ricardo Fortunato nos braços do povo durante comemoração da vitória na disputa pelo cargo de prefeito, neste domingo, por volta das 19h30, em sua casa (1, 2 e 3). Arquivaldo Bites, vice-prefeito eleito, emocionado ao lado de sua filha e companheira (4, 5 e 6). Novamente Ricardo Fortunato sendo carregado pelos apoiadores, durante a festa da vitória (7). Ricardo Fortunato cumprimentando e agradecendo Onivaldo Almeida, o ex-vereador Teixeira, pai do atual vereador e radialista Gleysson Cabriny, na festa da vitória (8). Simpatizante e apoiadora da candidatura vitoriosa de Fortunato, comemorando a conquista do jovem prefeito-eleito da “Capital da Fé”. Arquivaldo Bites, vice-prefeito eleito de Trindade, é claro, comemorando a conquista esperada por anos a fio de batalha na política trindadense. Parabéns!

 

 

Confirmando o ligeiro favoritismo das últimas pesquisas Serpes publicadas pelo jornal O Popular, republicadas neste blog, o peemedebista de 35 anos, advogado, administrador de empresas e atual vereador Ricardo Fortunato de Oliveira foi eleito prefeito de Trindade para o mandato de 2009 a 2012, neste domingo (5).

         Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 65.377 eleitores estavam aptos a votar nestas eleições municipais, mas compareceram às respectivas sessões de votação, 55.370 eleitores, representando 84,69% do eleitorado trindadense. Estes números são perfeitamente condizentes com, digamos assim, uma média histórica de comparecimento dos eleitores para votar nas últimas eleições.

         Então, os 55.370 eleitores que compareceram às urnas neste domingo, produziram o seguinte resultado: Ricardo Fortunato (PMDB) amealhou 22.360 votos, representando 43,50% dos votos válidos. Jânio Carlos (PSDB) ficou com 21.092 votos, ou 41,03% dos votos válidos. Em último lugar, Alexandre César (PP) com 7.950 votos, chegando a 15,47% dos votos válidos. Votos brancos ficaram em 1.270 ou 2,29%, enquanto que os votos nulos chegaram à marca dos 2.698 ou 4,87%. No total, foram 51.402 votos válidos.

         A votação apurada, na verdade, confirma os resultados das três rodadas da pesquisa Serpes divulgadas, que conseguiram retratar com precisão até as intenções de voto dos eleitores trindadenses. Afinal de contas, a diferença pró-Fortunato ficou em 1.268 votos, que representa em relação ao total de votos válidos, 2,66%. Só para relembrar a última pesquisa apontava empate técnico entre Fortunato e Jânio.

         Quem acompanha a política trindadense concorda que as eleições de 2008 para prefeito foram as mais disputadas das últimas décadas. Nos derradeiros dias, vale dizer, a disputa ficou eletrizante mesmo. Em momento algum os principais concorrentes, Fortunato e Jânio, baixaram a guarda e foram com tudo para o embate que gerou, é claro, fatos absolutamente desnecessários para a elevação do debate político, mas é perfeitamente compreensível. Disputa eleitoral mexe profundamente com os ânimos de todos.

         Independente da segunda posição conquistada urnas é preciso reconhecer o trabalho bem-feito por Jânio Carlos. Empresário de sucesso, homem forjado no trabalho diário, de forma competente, um empreendedor da maior importância para a história de Trindade, entrou para disputa em condições adversas, pois a rejeição do prefeito George Morais (PSDB) acabou transferida para sua candidatura. Na reta final da campanha, Jânio levou a disputa baseada em próprio carisma e prestígio pessoal. Do ponto de vista político, Jânio saiu maior do que era quando entrou para a atividade.

         Agora, Ricardo Fortunato é aquele tipo de político que sabe aproveitar ao máximo as oportunidades do momento. Enquanto o ex-prefeito Valdivino Chaves (PMDB) se reunia com diversos outros partidos visando à disputa, Fortunato permaneceu em segundo plano. Este blog a revista Visão Crítica, editada por nós, ao contrário, chamava a atenção para o potencial que Fortunato já apresentava. A desistência de Valdivino em concorrer foi tudo que Fortunato precisava para viabilizar seu projeto de chegar à Prefeitura de Trindade.

         Articulador rápido, com objetivos claramente traçados em sua mente, Fortunato entrou em campo lá pelo dia 24 de junho, após a desistência formal de Valdivino pela candidatura a prefeito, e costurou acordo com o PT que indicou Arquivaldo Bites para seu vice, além do PDT, PRB, PSL, PHS. Isso por si só, já seria uma tremenda conquista, mas a vitória obtida neste domingo, enquanto sua coligação conseguiu eleger dois vereadores (os petistas Valdivino Barbosa e Ricardo Marques), vem coroar de pleno êxito a participação de Fortunato neste pleito. Sobre as perspectivas para o mandato certamente conversaremos com o prefeito eleito muito em breve, caros internautas.

 

 

Vereadores

Os resultados das eleições deste domingos comprovaram a tese pela qual é muito difícil eleger vereador em Trindade, pois o chamado coeficiente eleitoral seria muito alto. Coeficiente eleitoral resultado da divisão do chamado votos válido pelo número de cadeiras em disputa para a Câmara Municipal.

         Nestas eleições, foram 51.402 votos válidos divididos por 10, a quantidade de vagas para o Legislativo trindadense. Disso resulta o número de 5.140 votos. Ou seja, para se eleger um vereador, a soma de todos os candidatos do partido ou da coligação precisa atingir este número. Acaba ocorrendo diferenças, aqueles quebradinhos para o qual a legislação eleitoral em vigor prevê uma forma de arredondar, garantindo a distribuição das vagas entre os partidos. Dessa conta toda, veja quem foram os vereadores eleitos, que irão exercer mandatos a partir de janeiro de 2009 até dezembro de 2012.

 

1º. Hélio Braz (PSDB), 1.899 votos

2º. Ucleide de Castro (PTC), 1.672 votos

3º. Valdenir (PSDB), 1.619 votos

4º. Dr. Antonio (PSDB), 1.573 votos

5º. Marcelo Margarida (PR), 1.207 votos

6º. Marcelo Curicas (PTB), 1.200 votos

7º. Aurimar Lima (PTB), 830 votos

8º. Marcos Lago (PR), 816 votos

9º. Valdivino Barbosa (PT), 769 votos

10º. Ricardo Marques (PT), 739 votos



Escrito por Sérgio Vieira Costa às 00h25
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  





blogdosergiovieira@uol.com.br
(62)9178.2535

Meu perfil
BRASIL, Centro-Oeste, TRINDADE, Homem



HISTÓRICO




Links Indicados
 Comunique-se
 Tô indo pra Trindade
 Paróquia do Divino Pai Eterno
 Trindade News



Votação
 Dê uma nota para meu blog!


Publicidade



















Todos os direitos reservados a Sérgio Vieira   
Desenvolvido por Rafael Vidalete